ACNB lança Ranking Nacional Nelore Pelagens

 Iniciativa envolve avaliação nos julgamentos da variedade da raça conhecida como ‘Nelore Pintado’

 

A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) inicia as comemorações dos seus 70 anos de história com uma novidade para a criadores e de expositores: a realização do Ranking Nacional Nelore Pelagens, que terá participação dos animais mais conhecidos como “Nelore Pintado”.

De acordo com a ACNB, o novo ranking surge como extensão do legado de 30 anos do Ranking Nacional Nelore e Ranking Nacional Nelore Mocho, com o objetivo de promover a diversidade e valorizar todas as variedades da mais importante raça bovina do país. Atualmente, cerca de 80% do rebanho nacional – estimado em mais de 234 milhões de cabeças pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – é composto por Nelore e anelorados.

“O Nelore Pintado vem ganhando relevância nos debates da ACNB, a pedido dos próprios criadores, que começaram a realizar avaliações da variedade em exposições pecuárias. Assim, trabalhamos em colaboração com os pecuaristas para ter essa nova iniciativa”, conta o presidente da entidade, Victor Miranda.

O Ranking Nacional Nelore Pelagens contabilizará os resultados de quatro exposições realizadas durante o Ano-Calendário de Exposições da ACNB 2023/2024. Os expositores poderão selecionar seus três melhores resultados, além do desempenho na Expoinel, evento obrigatório que encerra o ranking e é organizado pela própria ACNB, em Uberaba (MG).

“Historicamente, os rankings Nelore e Nelore Mocho têm sido instrumentos essenciais não apenas para impulsionar, mas também para reconhecer o valor genético dos animais. Portanto, a introdução do Ranking do Nelore Pelagens representa mais uma etapa importante para valorizar o trabalho dos criadores e destacar os seus animais dessa variedade”, destaca Felipe Picciani, vice-presidente e presidente do Conselho Técnico da ACNB.

O calendário de exposições do Nelore Pelagens já conta com quatro eventos confirmados, incluindo a ExpoGrande, em Campo Grande (MS), que marcará o início do ranking. Ela será seguida pela Expozebu, em Uberaba (MG), por uma exposição em Rio Verde, no estado de Goiás e, finalmente, pela Expoinel, que encerrará o ranking com chave de ouro, em outubro.

O presidente Victor Miranda acredita que “a intensificação das exposições, julgamentos raciais e criação deste novo ranking impulsionarão ainda mais o crescimento e a relevância do Nelore Pintado no Brasil. Estamos confiantes de que nos próximos anos testemunharemos crescimento ainda maior e contribuição significativa dessa variedade para a pecuária nacional”.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem