Index Embriões: primeira edição do relatório da Asbia aponta movimentação de 538.062 embriões em 2022, volume correspondente a 54% do mercado

 

Os números consideram a estimativa da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões (SBTE), referente ao volume total do mercado


As empresas de genética bovina participantes da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) produziram, em 2022, 314.061 embriões destinados à pecuária de corte e 161.658 para pecuária de leite, que se somaram à importação de 225 embriões, totalizando 161.883. No total, 538.062 embriões (corte e leite) movimentaram 54% do mercado nacional no ano passado – de acordo com o total estimado pela SBTE em levantamento de mercado realizado.


Os dados constam do novo INDEX Embriões, elaborado a partir de estatísticas compiladas pelo Centro de Estudos em Economia Aplicada (Cepea) referentes a 2022. O relatório inclui dados de produção, importação, vendas para o mercado nacional e exportação de embriões. O mercado oficial de embriões (comunicado pelas associações de raça) no Brasil é levantado, desde 1992, pela SBTE e, em 2022, a sociedade aponta a movimentação de cerca de 1 milhão de embriões nacionais por meio do monitoramento de bainhas de Transferência de Embriões (TE) comercializadas.


“O levantamento da SBTE captou cerca de 453 mil embriões comunicados oficialmente para as associações de raça, porém, existe uma genética comercializada que não é comunicada: a dos rebanhos comerciais. Nossa ideia é usarmos a sinergia entre Asbia e SBTE para alcançar um relatório mais completo, que capta o que vem das associações e o que é produzido e comercializado pelas empresas. Assim, poderemos abranger parte significativa do mercado no relatório, tornando o Index Embriões tão representativo quando o de sêmen”, explica Cristiano Botelho, executivo da Asbia. Em live de apresentação, Nelson Eduardo Ziehlsdorff, presidente da Asbia, assinou termo de intenção de colaboração técnica entre a entidade e a SBTE para elaboração dos próximos relatórios em parceria.


As vendas de embriões de bovinos de corte para clientes finais e por contrato de prestação de serviço totalizaram 244.633 unidades. Na pecuária leiteira, foram comercializados 118.891 embriões no ano passado, dos quais 272 foram exportados.


“O INDEX Embriões, da ASBIA, é mais um produto da união do setor de genética bovina, realizado com extrema transparência. A associação segue colaborando com o fornecimento de informações valiosas às empresas e aos profissionais do mercado. O INDEX Embriões, assim como o tradicional INDEX Sêmen, inclui estatísticas de um segmento extremamente relevante para as cadeias da carne bovina e do leite. O conteúdo foi elaborado para ajudar a tomar decisões assertivas e que contribuam para o aumento da produtividade na pecuária”, sintetiza Botelho.


O INDEX Embriões pode ser obtido gratuitamente no site oficial da Asbia: https://asbia.org.br/, pelo e-mail asbia@asbia.org.br ou telefone (34) 3333-1403. 


Sobre a Asbia

Fundada em novembro de 1974, a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) trabalha com o objetivo de difundir e fomentar o uso da inseminação artificial na pecuária nacional. Para isso, a entidade realiza ações visando a promoção e divulgação da técnica, colaborando com poderes governamentais. A Asbia também busca cooperar com o aperfeiçoamento e o desenvolvimento do setor empresarial, para ampliar o mercado e melhorar os sistemas de distribuição de seus produtos.Index Embriões: primeira edição do relatório da Asbia aponta movimentação de 538.062 embriões em 2022, volume correspondente a 54% do mercado.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem