Ácido tolfenâmico reduz taxa de mortalidade de leitões ao nascimento, aponta estudo internacional

 


Quando administrado às porcas e marrãs no pós-parto, o anti-inflamatório não esteroidal (AINE) atenua a dor, aumenta o conforto e melhora o comportamento materno – levando à melhor receptividade na amamentação

Estudo internacional publicado no 13º Simpósio Europeu de Gestão da Saúde Suína, em Budapeste (Hungria), destacou as ações positivas do anti-inflamatório não esteroidal (AINE) da Vetoquinol à base de ácido tolfenâmico no bem-estar de porcas e marrãs no pós-parto. Os resultados são igualmente favoráveis para a saúde e a nutrição dos leitões. Na comparação entre um grupo tratado com o ácido e um grupo controle, houve significativa diferença em peso médio ao desmame, ganho de peso médio diário, mortalidade após o segundo dia de nascimento e desmame, além de aumento significativo na imunidade dos animais.


O primeiro resultado expressivo foi o ganho no peso médio ao desmame: de 814 gramas. A taxa de mortalidade no segundo dia pós-nascimento e no desmame também tiveram redução: de 6% para quase 2% e de 12% para 6%, respectivamente. Outro ponto positivo foi o aumento considerável na imunidade dos leitões de marrãs tratadas com o anti-inflamatório.


Os experimentos com Tolfedine® CS, da Vetoquinol, foram conduzidos em instalações modernas na Espanha. As fêmeas suínas recém-paridas receberam uma única injeção de dois miligramas por quilo de peso corporal nas 12 horas pós-parto. Foram obtidos desempenhos zootécnicos bem distintos – o que impacta diretamente na lucratividade do negócio e no sucesso da reprodução do plantel.


“A Vetoquinol oferece aos suinocultores um medicamento eficaz, que proporciona alivio à dor das porcas e marrãs recém-paridas. Tolfedine® CS é um AINE que colabora enormemente para o aumento de produtividade dos leitões já nos primeiros dias de vida. Então, combinamos conforto e bem-estar à lucratividade do negócio”, destaca Guilherme Moura, gerente técnico de animais de produção da Vetoquinol.


Solução utilizada no estudo apresentado no evento na Hungria, Tolfedine® CS, princípio ativo exclusivo da Vetoquinol no Brasil, é um AINE de longa e rápida ação antipirética (reduz temperatura corporal), analgésica (atuando na dor) e anti-inflamatória (atuando diretamente no problema). “São 90 anos de contribuição para gerar saúde aos animais e alimentos seguros à população mundial por meio de soluções sanitárias modernas”, finaliza Moura.


Sobre a Vetoquinol Saúde Animal

A Vetoquinol Saúde Animal está entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Com expertise global conquistada ao longo de 90 anos de atuação – celebrados em 2023 – a empresa também cresce no Brasil, onde expande suas atividades há 12 anos, desde 2011. Grupo independente, a Vetoquinol projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos destinados à produção animal (bovinos e suínos), animais de companhia (cães e gatos) e equinos. Desde sua fundação, em 1933, na França, combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de soluções associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a brasileira Clarion Biociências, incorporada em 2019. No Brasil, a Vetoquinol tem sede administrativa em São Paulo (SP) e planta fabril em Aparecida de Goiânia (GO), atendendo todo o território nacional. Em termos globais, gera mais de 2,5 mil empregos e está listada na bolsa de valores Euronext Paris desde 2006 (com o símbolo VETO). Para mais informações, contate o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) formado por profissionais da área veterinária para auxílio aos clientes. A ligação é gratuita: 0800 741 1005. Ou acesse www.vetoquinol.com.br.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem