Onda de calor intenso provoca estresse térmico em frutas e hortaliças

 As fortes ondas de calor que atingem todo o país – exceto a região Sul – causam estresse térmico nas pessoas, nos animais e também em diversas culturas agrícolas que precisam de temperaturas amenas para se desenvolver de modo saudável. "Diante desse desafio, que se agrava em razão do fenômeno El Niño e do próprio aquecimento global, o uso de biossoluções se destaca no auxílio aos agricultores para evitar perdas financeiras e de produtividade", informa Gustavo Gonella, diretor de marketing da Acadian Plant Health (APH) na Latam Sul.

"O mercado de bioestimulação tem crescido exponencialmente nos últimos anos. O sucesso dessas soluções deve-se, principalmente, ao seu alinhamento com a produção sustentável. Por ser naturais, apresentam diversos benefícios em relação aos insumos tradicionais. A tecnologia que vem da Acadian Plant Health (APH), oferece, por meio dos extratos da alga marinha Ascophyllum nodosum, tratamento completo para diversas culturas – desde o plantio até a colheita. Trata-se de um processo completo de benefícios", acrescenta Gonella.

A alga marinha Ascophyllum nodosum é exclusiva de águas frias do Atlântico Norte e de zonas intermaré e vive sob condições inóspitas: em determinados períodos, fica submersa em água salgada; em outros, exposta à desidratação, em razão da maré baixa. Dessa forma, enfrenta temperaturas extremas, o que garante excelente desempenho como bioestimulador em qualquer situação meteorológica – inclusive, durante as atuais fortes ondas de calor.

"Tais características fizeram com que a Ascophyllum nodosum desenvolvesse mecanismos de sobrevivência por meio de compostos bioativos – a mesma tecnologia está disponível em seus extratos, disponíveis no Brasil. Essa alga marinha é ingrediente ativo para biossoluções e tem auxiliado produtores rurais na potencialização da qualidade das lavouras e diante de fatores de estresse que afetam o sucesso da agricultura", complementa Gustavo Gonella.

Segundo Cleiton Alves, gerente técnico regional da APH, "os extratos de Ascophyllum nodosum são um complemento eficaz aos insumos químicos. Os bioestimulantes representam a mais nova tecnologia para proteção das lavouras contra o aumento do estresse abiótico causado pelas mudanças climáticas, garantindo produtividade e qualidade em um ambiente volátil, uma vez que o processo tecnológico da Acadian Plant Health assegura que os compostos bioativos sejam extraídos em seu estado mais puro e ativo".

Sobre a Acadian Plant Health

A Acadian Plant Health (APH), fundada em 1981 no Canadá, é a maior empresa independente de colheita, cultivo e extração de plantas marinhas do mundo, além de líder internacional em soluções biológicas sustentáveis baseadas em ciência para cultivos de alto valor, bem como para cultivos em larga escala. A empresa está comprometida com o desenvolvimento de produtos inovadores patenteados, com foco em sustentabilidade e agricultura regenerativa. Com atuação em mais de 80 países e cerca de 400 colaboradores no mundo, a APH se dedica a pesquisas com Ascophyllum nodosum, alga marinha que deu origem a seus bioativadores. 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem