Ocrim e Senai promovem treinamento direcionado a profissionais da panificação do Pará

Semana
de capacitação contará com a participação do Chef Gilson dos Santos,
especialista em pães orgânicos e artesanais

Buscando ampliar a
capacitação e os conhecimentos dos profissionais da panificação paraense, o
Grupo Ocrim, indústria de alimentos com unidades no estado, promove, em
parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), uma semana
de treinamentos de pães rústicos com fermentação natural.



O curso é gratuito
e será realizado na unidade de treinamento do Senai no Shopping Pátio Belém
entre os dias 19 e 23 de junho e contará com aulas teóricas e práticas, que
serão ministradas pelo Chef de padaria, Gilson dos Santos, especialista em pães
orgânicos artesanais e proprietário da rede de padarias A Fornada, na cidade de
São Paulo (SP).



A ação faz parte
de um projeto do Grupo Ocrim de oferecer informação e conhecimento para os profissionais
do setor de panificação, com o objetivo de capacitar as equipes e oferecer
produtos com cada vez mais qualidade aos consumidores do estado da região Norte
do Brasil.



“Periodicamente,
organizamos treinamentos direcionados aos padeiros e panificadores, sempre
oferecendo conhecimentos sobre novas técnicas e diferenciais que podem agregar
valor aos produtos comercializados por eles, por oferecer mais qualidade e
maior diversidade nas vitrines”, explica o Diretor de Marketing da Ocrim, Ruy
Zanardi.



Cerca de 190
profissionais da panificação participam dessa primeira turma. Ela conta com o
apoio do Senai, que cedeu a sala para o treinamento e os equipamentos para a
utilização nas aulas. “Temos o plano de, em parceria com a instituição,
promover novos cursos como esses no segundo semestre”, acrescenta o Diretor.



Sinal positivo do mercado

Segundo a Associação Brasileira da
Panificação – ABIP, o mercado de panificação e confeitaria apresentou um
crescimento de faturamento de R$ 5,79 bi, na análise comparativa entre o
primeiro semestre de 2021 e 2022. O levantamento também mostra que a produção
própria representa 70% do faturamento total dos estabelecimentos.



“Investir em um
mix de produtos mais variado e com maior qualidade é o caminho. O consumidor
está de olho na qualidade, mas busca novas opções e uma vitrine mais atraente,
que oferece novas experiências. Esse é o ponto que diferencia as padarias. Por
essa razão, apostamos em treinamentos que oferecem essas ferramentas para o
crescimento do negócio, com investimento em novos produtos”, afirma Zanardi.



Sobre a Ocrim

Tradição e qualidade são pilares do
Grupo Ocrim, indústria de farinha de trigo, produtos para panificação,
confeitaria e uso doméstico, além de massas, biscoitos e ração animal. Com 71
anos de história e pioneira na região Norte, detém oito marcas e é uma das
principais empresas de moagem de trigo do Brasil. 



Sólido, dinâmico e
correto com o meio ambiente, tem moinhos em São Paulo (SP), Belém (PA) e Manaus
(AM), uma fábrica de massas e biscoitos em Ananindeua (PA) e uma fábrica de
ração em Manaus. A rigorosa cadeia produtiva garante a excelência do portfólio,
composto pelas farinhas Mirella, Trigolar, Ambra e Amorati, biscoitos Trigolino
e Zalppi, massas Ricosa, Trigolino, Ambra, Amorati e rações Family Plus.



http://www.ocrim.com.br/

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem